Optimus Alive 12! – Reportagem do 1º dia

    O primeiro dia do Festival Optimus Alive 12! com realização em Algés (Oeiras), encontrava no seu cartaz nomes como The Stone Roses, Snow Patrol, Justice, LMFAO, Danko Jones, Refused, Santigold, entre muitos outros distribuídos pelos 5 palcos disponíveis no Passeio Marítimo de Algés. Com uma audiência de 45 mil pessoas, perduravam imensas filas onde muitos esperavam cerca de meia hora para trocar o seu passe pela designada pulseira.

    Danko Jones abriram o Palco Optimus de forma enérgica até ao final do seu show. Uma excelente abertura para aquele que seria o dia mais fraco em termos de actuações/audiência no palco principal do Optimus Alive, marcado pela decepção que foi o concerto de The Stone Roses. Sempre bastante comunicativo com o público, Danko promoveu coros com a audiência e disparou estupendos riffs de guitarra que motivaram aquela pequena multidão presente às sete da tarde.

Imagem: Diário de Notícias

    Chegava a vez dos Refused no palco principal. A banda de hardcore sueca estreou-se em Portugal, suportando um concerto sólido do início ao fim. O público jovem ia vibrando com aquela sonância rebelde, onde haviam encontrões, um pouquinho de crowdsurf e muita projecção de cerveja. Após 14 anos até à sua reunião, a banda sueca apesar de envelhecida, manteve sempre o seu espírito revolucionário e de crítica anti-capitalista. Na sua setlist não faltaram “New Noise”, “Summer Holidays Vs Punk Routine” e “Rather Be Dead”.

Imagem: DN

    Por volta das nove e um quarto da noite, entravam os Snow Patrol em cena no Palco Optimus, abrindo com “Hands Open”, seguida de outro êxito intitulado de “Take Back The City”. O concerto da banda escocesa ficou marcado por uma colectânea de êxitos dos seus dois álbuns. Apesar da fraca adesão ao palco principal, causada pela actuação dos LMFAO no palco Heineken, Gary Lightbody permaneceu sempre comunicativo, incentivando diversos coros que proporcionaram um excelente concerto a todos aqueles que o assistiam. Não era obrigatório ser fã da banda para desfrutar da espontaneidade que se vivia naquela atmosfera. Gary criava uma empatia harmoniosa com a audiência. O regresso dos Snow Patrol a Portugal acabou com um conjunto constituído por “Open Your Eyes”, “You’re All I Have” e “Just Say Yes”.

Imagem: MyWay

    Paralelamente, fazia-se a festa no Palco Heineken com LMFAO. O sobrinho ficava novamente de fora do espectáculo em Portugal, o que havia acontecido também nos espectáculos anteriores realizados nos Coliseus. Redfoo e companhia iam entusiasmando aquela audiência que pouco se preocupava se SkyBlu estava presente ou não. Criando uma atmosfera dançável e divertida para os que ali permaneciam bem apertados, o grupo ia jogando com os seus êxitos como “Party Rock Anthem”, “Shots”, “Miami Beach” e ainda uma versão de “Boom Boom Pow” dos Black Eyed Peas. Em cima de contentores encontrávamos criançada que cantava todos os temas do início ao fim, e delirava com aquele espectáculo repleto de extravagância. Zebras e bolas insufláveis pairavam sob aquela atmosfera de festa, onde até existiam algumas sósias de Redfoo e um “boxman”. Cliché seria o tema que encerrou o show da banda, “Sexy and I Know It”, cantado em unânime pelo público e repleto movimentos sexuais (como já é habitual).

Imagem: Tvi

    De seguida, entrou Santigold no Palco Heineken, ainda um pouco antes da tão esperada actuação dos The Stone Roses no palco principal. Revelamos que o concerto de Santigold foi uma surpresa positiva, marcada por uma fabulosa melodia cheia de complexidade e pela voz intensa de Santi White, que ainda convidou alguns elementos do público para dançar consigo no palco. Santi White prometeu voltar brevemente a Portugal.

    Chegava a vez da actuação dos primeiros cabeças de cartaz do dia – The Stone Roses. A banda abriu com o seu êxito “I Wanna Be Adored”, que motivou inicialmente a camada britânica que ali se achava, sempre fiel aos veteranos liderados por Ian Brown. Notoriamente envelhecidos, os Stone Roses falharam integralmente neste espectáculo. Para quem depositou demasiadas expectativas na banda britânica, a desilusão há sido ainda maior. O desinteresse e desmotivação do público assinalavam-se cada vez mais à medida que o concerto decorria. Para alguns, o privilégio de assistir a Stone Roses foi enorme, apesar das imensas falhas em todo o concerto, tais como a debilidade na voz de Ian Brown ou até mesmo a falta de energia da banda em palco, que parecia tocar apenas por obrigação. O momento alto deste concerto há sido sem dúvida “Fools Gold” que prolongou um instrumental com cerca de 15 minutos. Os Stone Roses assinalaram neste concerto uma paragem no tempo, da qual duvidamos que consigam recuperar.

Imagem: Tvi

    De volta ao Palco Heineken, sucediam os Buraka Som Sistema a Santigold. Os portugueses que já detém de enorme notoriedade internacionalmente convocaram uma reunião tão aclamada como a dos LMFAO naquele que seria apenas um palco secundário. A banda de kuduro progressivo apresentou temas do seu mais recente álbum “Komba” como “You Stay Up All Night”. De fora não ficaram as famosas “Wegue wegue” e “Yah”. Os portugueses que estiveram mais do que à altura de todos os que ali tinham passado ao longo do dia.

    Era uma e vinte da manhã quando a dupla francesa, Justice, subia ao Palco Optimus para encerrar o primeiro dia de festival. Após a desilusão que havia sido o concerto de The Stone Roses, a dupla de dj’s franceses tapou claramente aquela falha precedente. Os Justice conseguiram desenvolver um espectáculo a muito bom nível, fazendo valer aquelas horas de espera. A conjunção de êxitos sonoros com os admiráveis efeitos visuais proporcionou diversos momentos de dança e êxtase. Ouviam-se muitos comentários positivos pelo recinto como “Superaram todas as expectativas”; “Simplesmente brutais”; “Por favor voltem”. Embora a dupla fosse pequena para um palco tão grande, o seu som cativava qualquer um independentemente da sua distância. D.A.N.C.E, “Civilization”, “Phantom”, “Genesis” e “We are your friends” marcaram os pontos altos da noite, onde o público delirava ao som de uma das melhores duplas de electrónica dos últimos tempos.  

Imagem: Tvi

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s