Alma Fábrica – Estranho Fruto (Review)

    Os portugueses Alma Fábrica e o seu “Estranho Fruto” são a opção da semana da Live Shows Portugal no âmbito de reviews em território luso.

    “Estranho Fruto” é um álbum intenso, repleto por uma composição exemplar onde o lirismo é mestre. Composição, essa, que reproduz uma sonoridade elevada por riffs vincados e um piano envolvente, capaz de desenvolver profundidade neste trabalho.

    Alma Fábrica é um projeto formado por Bruno Broa, Sérgio Dinis, Bruno Cristo e Filipe Paradela. Com percurso iniciado em 2011, os Alma Fábrica lançaram nesse mesmo ano um EP com o mesmo nome, que inclui 4 faixas de estúdio e 4 faixas ao vivo. Um ano depois chega-nos “Estranho Fruto”, um álbum com aquele característico registo onde o rock alternativo entra em fusão com um toque de jazz. Mais uma produção MAR – Movimento Alternativo de Rock.

    “Segunda Pele” entra em cena com uma melodia delineada em tom jazz através de um toque de piano totalmente despido, transmitindo uma perceção translúcida do tema. Liricamente impecável, como toda a íntegra deste trabalho, o tema reflete acerca de todas aquelas distintas personalidades que costumamos encarnar numa precisa segunda pele. Segue-se “Bravas Danças” em tom mais impetuoso. Um tema onde surgem particularidades frenéticas, riffs coerentes e um lirismo indiscutível.

    “Quebrado”, terceira faixa deste “Estranho Fruto”, torna-se arrebatadora. “Quebrado” é uma canção penetrante que surge em tom de suspense. É som saído dos escombros que se revela lentamente. A faixa é definitivamente favorita neste álbum de seis.

    A reprodução já vai avançada e, encontramos na quarta posição um “Tropeço” com entoação profunda e uma calma conducente de riffs melódicos e uma bateria conexa. Mas é com o tema que dá nome ao álbum que ingressamos na essência basilar do disco. “Estranho Fruto” é uma melodia enigmática, onde se destacam os melhores riffs do álbum. É rock alternativo digno de enérgicos aplausos pela sua evidente genialidade.

    Ainda há “Chuva” para finalizar este disco onde meia dúzia de temas são suficientes para convencer os peritos desta arte a que chamamos de música. Uma melancolia que transparece nesta chuva que corre durante 3:14 min.  

    “Estranho Fruto” é um disco onde afirmamos com convicção: Missão cumprida.

    Favoritas: “Estranho Fruto” e “Quebrado”.

    Felicitamos novamente o artwork de mais uma capa com assinatura do Movimento Alternativo de Rock.

Segue-nos no facebook -> Gosto

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s